Onde foi parar a criança que fomos, questionadora da realidade?

©Sérgio Spritzer, 2022.


Onde está escondida a nossa criança curiosa, inquisitiva? Onde ela foi parar após certa idade dando lugar a um adultinho sério e compenetrado em estudar a matéria e tirar boas notas?


Imagine se alguém dissesse a tal criança que o braço dela se move por causa da atividade do cérebro. Ela perguntaria como isso acontece e, finalmente, porque isto é assim. O adulto comum não tem resposta.


O diálogo entre um adulto e uma criança é ilustrado pelo pequeno príncipe da história genial de Saint Exupéry. Uma história de diálogos entre um adulto mais aberto à imaginação e uma criança não muito comum…


Se a criança questionadora perguntar: porque a lua e o sol desaparecem e reaparecem, o adulto terá uma explicação física científica muito detalhada. Mas não estará preparado para uma nova rodada de porquês. “Porque então, o sistema solar é assim?”


A pequena criança não teria inibições para questionar. Ela precisa imaginar, de preferência infinitamente…


O adulto comum tolera mal essa tendência da criança questionadora.


O adulto pergunta a ela: porque você vive só perguntando? ela responde: Porque não?


Graças a presença de um questionador sem preconceitos, conseguimos fazer algumas e perguntas curiosas e pesquisar as respostas, criando o que chamamos de ciência .


Uma boa pergunta ou afirmação precisa ser bem examinada para a gente saber o que "têm dentro”.


Examinar uma ideia é examinar a forma como ela foi concebida.


Uma ideia só pode ser examinada como uma experiência vista, ouvida e sentida física e emocionalmente.


Será preciso muito foco para distinguir onde ela está, como no jogo do “onde está o Wally? ” que mostra um bonequinho quase invisível em meio a uma multidão. A mente precisa criar um imaginário com foco naquela figura para então encontrá-la.

______________________

Conheça o Grupo de Estudos em Pensamento Composto: - Encontros online semanais; - Materiais exclusivos em formato multimídia e interativo; - Atendimento personalizado e interativo, individual e em grupos; - Certificado, após avaliação. Informe-se das condições de participação pelo link abaixo ou através do e-mail contato@neurocom.com.br : https://www.neurocom.com.br/grupo-pensamento-composto

©© Copyright Neurocom Sérgio Spritzer