Introdução ao Pensamento Composto

Atualizado: 11 de mar.

© Sérgio Spritzer, 2021


Pensamento Composto é Vida Composta.


O corpo é a nossa referência maior no mundo. O que se situa dentro e fora, atrás, a frente, ao lado, acima e abaixo, nas três dimensões em relação a um eixo imaginário serve para a gente se posicionar na vida.

No salão o corpo indica a posição de alguém em relação as outras pessoas no mesmo ambiente, através de atitudes, posturas, gestos, mímica, olhares além dos modos de falar. O chão, paredes e o teto não servem de limites para a imaginação. Nem o corpo físico. Quando as pessoas no salão e na tela se expressam dizendo frases como: “meu horizonte é...”, “olhando para três eu percebo”, “quem está do meu lado sabe...”, O fulano acha que está “acima de mim, mas não...”, esta atitude de ciclano me marcou profundamente” etc. indicam como a referência corporal une e separa

as pessoas e é fundamental para compor uma unidade de sentido entre as

pessoas.


Quando estamos em grupo, os lugares dos corpos se implicam em rede,

mesmo que estejamos em modos virtuais. Em minhas práticas em um salão

amplo as pessoas se localizam uma em relação as outras formando uma rede

viva de interações que serve de guia para outras tantas pessoas que

acompanham o trabalho on line.


Mesmo vivendo em redes on line a nossa “base” continua se situando corporalmente de forma presencial. tal como no enredo do filem “Matrix”, sem a

base física e viva nada nos acontece. Ela é a referência maior.


Quem não conseguir imaginar a sua posição de forma flexível e relativizada

na intricada rede de espaço-tempos das relações virtuais vai ficar profundamente

desorientado. É hora de rever as nossas identidades pessoais e coletivas.


O texto a seguir introduz o método de Pensamento Composto. Ele pretende

servir de guia para as pessoas expandirem sua capacidade para alternar suas

posições mentais e se perceberem implicadas em realidade maiores que a de

seu tradicional eu isolado. Quer continuar lendo? Clique aqui.

©© Copyright Neurocom Sérgio Spritzer