top of page

Liberdade: Mito ou Realidade?

© Sérgio Spritzer, outubro de 2023

Escravos não tomam a iniciativa de encontrar a liberdade justamente por pensar como escravos. Se postos à força nessa situação (de liberdade) ficarão confusos e não terão como examinar o que se passa em causa própria ou com o propósito de contribuir para uma comunidade de semelhantes.


Escravos não têm vontade própria. Ter vontade própria é o primeiro movimento da liberdade. Entretanto, a vontade aparece primeiro como vontade de preservar-se e expandir sua possibilidade de vida. A vontade de preservar a vida aparece instintivamente como a de defender-se e atacar um suposto inimigo.


Quando isso acontece como um jogo de competição toma a forma jogos de guerra, vencendo o melhor, de acordo com as regras do jogo. Muitos bandos de mamíferos escolhem seus líderes entre os mais fortes e não como nós humanos, entre os mais sábios.


Quando avaliamos inteligência como sendo a arte de derrotar o outro, tratamos da arte da guerra. Ela aparece nos esportes, no xadrez, e nas relações de competição do dia a dia. Ela é a mais antiga das formas de inteligência.

______________________________________

Quer ter acesso a este texto completo e muitos outros conteúdos em vídeos e textos? Conheça nosso área do assinante: clique aqui para saber como.

WhatsApp
bottom of page